DOUTORADO EM TEOLOGIA DIPLOMAÇÃO AMERICANA

DOUTORADO EM TEOLOGIA DIPLOMAÇÃO AMERICANA

Disponível: Em estoque

R$12.000,00

SKU: 000163

1. EMENTA

Teologia Bíblica, Pastoral, Pós-Moderna Brasileira e o Ministério Pastoral Liderança e Ética Ministerial, Sociologia da Cidade e o Ministério Cristão, Seminário Avançado de Pregação, Opções Contemporâneas de Ministérios, Metodologia para o projeto ministerial.


3. OBJETIVO DO CURSO

Tem como objetivo principal aprofundar a compreensão dos conceitos teóricos e práticos envolvidos no ministério cristão, levando em conta os subsídios bíblico-teológicos e a própria experiência de campo dos/das estudantes. O D.Min. visa o desenvolvimento de habilidades e competências ministeriais a partir do diálogo produtivo entre a teoria da sala de aula e a realidade prática por meio de um projeto ministerial voltado para a comunidade local.







4. METODOLOGIA


Aulas e debates em classe serão complementados com leituras, trabalhos e atividades extracurriculares. Os/as professores/as do curso oferecerão orientação formal e informal, além de oportunidades de interação para o compartilhamento das diferentes realidades e práticas ministeriais dos/das estudantes. Destacamos que o D.Min. se difere do Doutorado em Teologia na medida em que o seu objetivo está direcionado na investigação teórico/prática e voltada para a aplicação ministerial. Assim, enquanto que na conclusão para os demais cursos de doutorado stricto sensu é concedida após apresentação de uma tese de contribuição original, ou de uma síntese de um campo distinto de conhecimento teórico, no D.Min. é concedido à certificação logo após a conclusão bem sucedida de um trabalho baseado no ministério.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO


Teologia Bíblica – Objetiva explicitar e analisar questões teológicas do Antigo e Novo Testamento e aplicá-los em várias situações e contextos de ministério. Estabelece uma base de conhecimentos e de suporte para o pensamento teológico, abordando questões relevantes para uma leitura global para a prática ministerial. Análise exegética para a Pregação – Trabalha subsídios fundamentais para a exegese do texto em função do contexto ministerial.
Analisa questões atuais que afligem a Igreja, sociedade e ministérios, traduzindo alguns aspectos bíblicos, teológicos e missionários para o desenvolvimento de uma Homilética com propósito bíblico e contextual para o ministério. Tem em vista a compreensão de assuntos correntes na linguagem cultural das pessoas dentro sua esfera de ministério. Teologia do Ministério
Pastoral - A análise de algumas bases bíblico-teológicas do ministério >>Diaconia<< no contexto mais amplo e as relaciona à compreensão do ministro com a missão e visão ministeriais, a fim de obter uma compreensão mais clara da própria vocação ministerial. Destaca a relação dos temas para os problemas práticos num mundo e ministérios cada vez mais multiculturais. Eclesiologia e o Ministério - Tem o propósito de capacitar para a análise da natureza e da missão da Igreja.
Tal tarefa se dará a partir de reflexões para obtenção do significado teológico e não meramente funcional do ministério cristão; e pelo diálogo com a contemporaneidade para soluções de problemas específicos da prática ministerial neste âmbito.
Sociologia da Cidade e o Ministério Cristão – Exame da cidade e dos sistemas e estruturas urbanos na perspectiva do diálogo com a sociologia, que possibilite propostas de soluções para os desafios ministeriais na urbe. O desafio aqui é pela integração da fé com o contexto urbano onde se vive e se trabalha, explorando as análises sociais e teológicas para ajudar no desenvolvimento de ministérios saudáveis. Prática do Ministério Pastoral - Exposição de uma variedade de métodos, modelos e configurações da prática do ministério pastoral, com o intuito de identificar e discernir o próprio contexto e a utilização de metodologias e reflexões sobre como essa prática pode afetar, ou não, o ministério. Premissa fundamental subjacente a este curso é que o processo de criação de direção estratégica na prática ministerial não é um evento, mas um processo contínuo, dinâmico e interativo. Teologia da Missão - Análise das categorias missiológicas da comunidade, adoração, serviço e proclamação. A natureza transformadora do compromisso missionário à luz da recente literatura teológica que aborda os conceitos missionais e as implicações subsequentes para o ministério. Disciplina híbrida: palestra em sala de aula seguida de debates com componentes experimentais. Realidade
Pós-Moderna Brasileira e o Ministério Pastoral - Estudo das configurações Brasileiras como nação, desde suas interpretações até a sua contemporaneidade cosmopolita e pós-moderna. Capacitação para a análise do Brasil em aspectos de sua formação no passado, os principais aspectos formativos do presente e as possibilidades para o futuro da cultura brasileira, bem como das convergências e divergências que incidem sobre o ministério pastoral.
Liderança e Ética Ministerial – Objetiva a abordagem da filosofia e da estratégia para o desenvolvimento de uma liderança ministerial eficaz. Serão apresentadas as mais recentes abordagens teóricas e práticas em se tratando de liderança; os níveis e os diferentes modelos para uma melhor 6 compreensão do próprio estilo e filosofia de liderança, bem como de ferramentas para a orientação de líderes em questões éticas do ministério.
Seminário Avançado de Pregação - Práticas de pregação a partir de formas inovadoras de comunicação, suas técnicas, ética e estética no horizonte das novas mídias. Possibilidade de interação entre a pregação formal e alternativa, respeitando a natureza da comunicação do Evangelho nas diversas culturas e contextos. Objetiva investigar as tendências da sociedade contemporânea como receptores críticos com a finalidade de influenciar as estratégias de comunicação, assim como de aumentar a relevância e eficácia da pregação.
Opções Contemporâneas de Ministérios – Analisam as diferentes opções de ministérios no contexto urbano (os secularizados, as comunidades, os universitários, as tribos urbanas, os marginalizados, os profissionais liberais, os emergentes etc.). Atenção será dada a iniciativas contemporâneas para a necessidade de propósito, valores, liturgias e teologias (crenças) nas igrejas ou ministérios atuais. Outra ênfase será o exame e a avaliação desses modelos para as necessidades do indivíduo, as influências culturais e os processos de intervenção ministerial.
Metodologia para o projeto ministerial – Disciplina de organização metodológica para as exigências da investigação e da compreensão de um problema ou fenômeno, objetivando sua aplicação para o desenvolvimento da redação de um projeto ministerial. Serão revisados os processos de abertura ao senso crítico teológico-ministerial, e se fará a revisão da literatura na área de interesse para responder a uma questão de pesquisa específica para conclusão do programa.

BIBLIOGRAFIA

MOLTMANN, Jürgen. A alegria de ser livre. São Paulo: Paulinas, 1974.

__________. A fonte da vida: o Espírito Santo e a teologia da vida. São Paulo:

Loyola, 2002. __________. A Vinda de Deus: Escatologia cristã. Trad. Nélio
Schneider. São Leopoldo: Unisinos, 2003. Título original: Das Kommen Gottes: Christliche Eschatologie, 1995.
__________. Cristo, fin de la tortura. Selecciones de teologia, Barcelona, v. 31, n. 124, p. 311-316, oct./dic. 1992.
__________. El Dios crucificado. Salamanca: Sígueme, 1975.

__________. El experimento esperanza. Introduciones. Salamanca: Sígueme, 1977.
__________. El hombre: Antropologia cristiana en los conflictos del presente. Salamanca: Sígueme, 1973, p. 143-157.
__________. Geschichte des dreieinigen Gottes, p. 222. Apud: HAMMES, E. J. A cristologia escatológica de J. Moltmann. Teo comunicação. Porto Alegre, 2000, n. 130, v. 30, p. 606.
__________. La critica como deber. In: ARNDT, A.; MOLTMANN, J. Hacia una sociedad critica. Salamanca: Sígueme, p. 21-25.
__________. La dignidad humana. Salamanca: Sígueme, 1983. __________. La pasión de Cristo y el dolor de Dios. Selecciones de teologia, Barcelona, v. 33, n. 129, p. 17-24, ene./mar. 1994.
__________. Messianic Theology in the Making VIII. Apud: HAMES, E. J. A cristologia escatológica de J. Moltmann. Teo comunicação. Porto Alegre, 2000, n. 130, v. 30, p. 605-606. 156
__________. My theological career, 1991, p. 170. Apud: MUELLER, E. R. Apresentação da 3ª edição. São Leopoldo, 2005. In: MOLTMANN, J. Teologia da Esperança. Estudos sobre os fundamentos e as conseqüências de uma escatologia cristã. Trad. Helmuth Alfredo Simon. 3. ed. São Paulo: Teológica, Loyola, 2005, p. 14-15.
__________. O Espírito da vida. Uma pneumatologia integral. Trad. Carlos Almeida Pereira. Petrópolis, Vozes, 1999.
__________. Paixão pela vida. São Paulo: ASTE, 1978.
__________. Prefácio do autor: Trinta e três anos de Teologia da esperança. In: MOLTMANN, J. Teologia da esperança. Estudos sobre os fundamentos e as conseqüências de uma escatologia cristã. Trad. Helmuth Alfredo Simon. 3. ed. São Paulo: Teológica, Loyola, 2005.
__________. Primero el Reino de Dios. Selecciones de teologia, Barcelona, v. 30, n. 117, p. 3-12, ene./mar.
__________. Progresso y precipício. Recuerdos del futuro del mundo moderno. Revista latinoamericana de teologia, San Salvador, n. 54, p. 235-253, sep./dic. 2001.
__________. Quem é Jesus Cristo para nós hoje? Petrópolis: Vozes, 1997, p. 11-32.
__________. Ressurreição – fundamento, força e meta da nossa esperança. Concilium, n. 283, p. 110-120, 1999/5.
__________. Teologia da Esperança: Estudos sobre os fundamentos e as conseqüências de uma escatologia cristã. Trad. Helmuth Alfredo Simon. 3. ed. São Paulo: Teológica, Loyola, 2005. Título Original: Theologie der Hoffnung. __________. Temas para una teología de la esperanza. Buenos Aires: La aurora, [?].
__________. Theologie der Hoffnung: Untersuchungen zur Begründung und zu den Konsequenzen einer christlichen Eschatologie. Kaiser Verlag München, 1968.
__________. Trindade e Reino de Deus: uma contribuição para a teologia. Petrópolis: Vozes, 2000.
__________. In: SUSIN, L. C. O mar se abriu: Trinta anos de teologia na América Latina. 157 6.2 MOLTMANN e demais autores ARNDT, Adolf.; MOLTMANN, Jürgen. Hacia una sociedad critica. Salamanca: Sígueme. BLOCH, E. et al. El futuro de la esperança. Salamanca: Sígueme, 1973. MARSCH, W. –D.; MOLTMANN, Jürgen. Discusión sobre teologia de la esperanza. Salamanca: Sígueme, 1972. MOLTMANN, J; METZ J. B. El dolor de Dios: una discussion teológica. Apud: CORMENZANA, F. J. V. Jürgen Moltmann. El fin de la indiferencia. Sal terrae: revista de teologia pastoral, t. 86/10, n. 1006, p. 852-853, nov./1997. MOLTMANN, Jürgen. et al. Hope for the Church. Moltmann in Dialogue with Practical Theology. Nashville: Abingdon, p. 128-136.
__________. The future of hope. Theology as Eschatology. Herder and Herder. 6.3 Obras sobre MOLTMANN CAPPS, Walter Holden. Hope against hope: Moltmann to merton in one decade. Philadelphia: Fortress Press, p. 147-167. CORMENZANA, Francisco Javier Vitoria. Jürgen Moltmann. El fin de la indiferencia. Sal terrae: revista de teologia pastoral, t. 86/10, n. 1006, p. 852- 853, nov./1997.
GARCÍA, Bonifacio Fernández. Cristo de esperança: La cristologia escatológica de J. Moltmann. Salamanca: Biblioteca Salmanticensis, 1988, p. 163-273.

GEYER, H-G. Acotaciones a la Teología de la esperanza de Jürgen Moltmann. In: MARSCH, W-D., MOLTMANN, J. Discusión sobre teologia de la esperanza. Salamanca: Sígueme, 1972, p. 41-81.
HAMMES, Érico João. A cristologia escatológica de J. Moltmann. Teo comunicação. Porto Alegre, 2000, n. 130, v. 30. JONG, J. M. Teologia de la esperanza. In: MARSCH, W-D.; MOLTMANN, J. Discusión sobre teologia de la esperanza. Salamanca: Sígueme, 1972. 158 MARSCH, W-D. Para introducir: A donde? Hacia más allá de las alternativas. In: MARSCH, W.-D.; MOLTMANN, J. Discusión sobre teologia de la esperanza. Salamanca: Sígueme, 1972.

MUELLER, E. R. Apresentação da 3ª edição. São Leopoldo, 2005. In:
MOLTMANN, J. Teologia da Esperança..., p. 11-18. 6.4 Demais obras

ABBAGNANO, N. Dicionário de filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

ACCORDINI, G. Wolfhart Pannenberg. Col. Teólogos do século XX. São Paulo: Loyola, 2006.
AGOSTINHO. A graça I. Trad. Agustinho Belmonte. 2. ed. São Paulo: Paulus, 1999.
__________. A graça II. Trad. Agustinho Belmonte. São Paulo: Paulus, 1999.

ALLMEN, J-J. V. (Dir.). Vocabulario bíblico. Madrid: Marova, 1968. ALTOBELLI,

R.; PRIVITERA, S. Speranza umana e speranza escatológica. Turin: San

Paolo, 2004. ALVES, Rubem. O que é religião. 7.ed. São Paulo: Loyola, 1999.

BARAÚNA, G. (Dir.). A Igreja do Vaticano II. Petrópolis: Vozes, 1965.

BARBAGLIO, G.; DIANICH, S. Nuovo dizionario di teologia. Milano: Paoline, 1985.

BARTH, K. Comentário a carta aos Romanos, 1922. Apud: MOLTMANN, J. Teologia da Esperança..., p. 58. BAURER, J. B. Dicionário de teologia bíblica. São Paulo: Loyola, 1973.

BELLOSO, J. M. R. Esperança. In: Dicionário de conceitos fundamentais do cristianismo. São Paulo: Paulus, 1999, p. 227-233.

BENTO XVI. Deus é amor. São Paulo: Paulinas, 2005. Título original: Deus caritas est. BERNABÉ, C. Reino de Deus. In: Dicionário de conceitos fundamentais do cristianismo. São Paulo: Paulus, 1999, p. 674-683. 159 BETIATO, M. A. Escatologia cristã: Entre ameaças e a esperança. Petrópolis: Vozes, 2007. p. 51-58. BÍBLIA de Jerusalém. Nova edição revista e ampliada. São Paulo: Paulus, 2002. BLANK, R. Escatologia do mundo. O projeto cósmico de Deus. São Paulo: Paulus, 2001.
__________. Escatologia da pessoa. Vida, morte e ressurreição. São Paulo: Paulus, 2000.

BLOCH, E. Ateismo nel cristianesimo: Per la religione dell’Esodo e del Regno. Milano: Feltinelli, 1971.

__________. Das Prinzip Hoffnung. Frankfurt am Main: Suhrkamp, 1959.
__________. Derecho natural y dignidade humana. Madrid: Aguilar, 1980.

BOFF, Clodovis. Teoria do método teológico. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1999.

BOFF, Leonardo. A graça libertadora do mundo. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1977.

__________. A nossa ressurreição na morte. 8. ed. Petrópolis: Vozes, 1997.

__________. Jesus Cristo Libertador. 18. ed. Petrópolis: Vozes, 2003.

__________. O destino do homem e do mundo. 7. ed. Petrópolis: Vozes, 1991.

__________. Vida para além da morte. 20. ed. Petrópolis: Vozes, 2002. BOFF, Lina. A fé na comunhão dos santos. Atualidade teológica, ano VIII, n. 16, jan./abr., Rio de Janeiro, 2004, p. 25-47.

__________. Da Protologia à Escatologia. In: MÜLLER, I. (Org.). Perspectivas para uma nova teologia da criação. Petrópolis: Vozes, 2003, p. 111-129.

__________. Índole escatológica da igreja peregrinante. Atualidade teológica, ano VII, n. 13, jan./abr., Rio de Janeiro, 2003, p. 9-31. BUSSMANN, M. Reino de Deus. In: Dicionário de conceitos fundamentais de teologia, p. 775. CABRAL, R. (Dir.). Logos. Enciclopédia Luso-brasileira de filosofia. V 2. Lisboa/São Paulo: Verbo, 1990, p. 227. CAFFARENA, J. G. Ateísmo. In: Dicionário de conceitos fundamentais do cristianismo. São Paulo: Paulus, 1999, p. 32-39. CALVINO. Comentário sobre Hebreus


DIPLOMAÇÃO: AMERICANA CONCEDIDA PELA EBWU, UNIVERSIDADE AMERICANA DEVIDAMENTE REGISTRADA NA FLÓRIDA. DIPLOMA VÁLIDO NO BRASIL DE ACORDO COM O DECRETO FEDERAL 148-2015 PUBLICADO EM 07-07-2015 NO DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO E DE ACORDO COM A CONVENÇÃO DE HAIA CUJO O BRASIL É SIGNATÁRIO.

Comprar

BENEFÍCIOS VOCÊ ENCONTRA

Estudando conosco oferecemos uma gama de oportunidades vantagens que nenhuma outra oferece!
Faça deposito em conta ou Pague no Boleto
Pague no seu cartão de Credito aceitamos todos Pague em 2x, 4x ou 6x
Faça sua carteira de Estudante Internacional
Reconhecimento Mundial

Detalhes

1. EMENTA Teologia Bíblica, Pastoral, Pós-Moderna Brasileira e o Ministério Pastoral Liderança e Ética Ministerial, Sociologia da Cidade e o Ministério Cristão, Seminário Avançado de Pregação, Opções Contemporâneas de Ministérios, Metodologia para o projeto ministerial. 3. OBJETIVO DO CURSO Tem como objetivo principal aprofundar a compreensão dos conceitos teóricos e práticos envolvidos no ministério cristão, levando em conta os subsídios bíblico-teológicos e a própria experiência de campo dos/das estudantes. O D.Min. visa o desenvolvimento de habilidades e competências ministeriais a partir do diálogo produtivo entre a teoria da sala de aula e a realidade prática por meio de um projeto ministerial voltado para a comunidade local. 4. METODOLOGIA Aulas e debates em classe serão complementados com leituras, trabalhos e atividades extracurriculares. Os/as professores/as do curso oferecerão orientação formal e informal, além de oportunidades de interação para o compartilhamento das diferentes realidades e práticas ministeriais dos/das estudantes. Destacamos que o D.Min. se difere do Doutorado em Teologia na medida em que o seu objetivo está direcionado na investigação teórico/prática e voltada para a aplicação ministerial. Assim, enquanto que na conclusão para os demais cursos de doutorado stricto sensu é concedida após apresentação de uma tese de contribuição original, ou de uma síntese de um campo distinto de conhecimento teórico, no D.Min. é concedido à certificação logo após a conclusão bem sucedida de um trabalho baseado no ministério. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Teologia Bíblica – Objetiva explicitar e analisar questões teológicas do Antigo e Novo Testamento e aplicá-los em várias situações e contextos de ministério. Estabelece uma base de conhecimentos e de suporte para o pensamento teológico, abordando questões relevantes para uma leitura global para a prática ministerial. Análise exegética para a Pregação – Trabalha subsídios fundamentais para a exegese do texto em função do contexto ministerial. Analisa questões atuais que afligem a Igreja, sociedade e ministérios, traduzindo alguns aspectos bíblicos, teológicos e missionários para o desenvolvimento de uma Homilética com propósito bíblico e contextual para o ministério. Tem em vista a compreensão de assuntos correntes na linguagem cultural das pessoas dentro sua esfera de ministério. Teologia do Ministério Pastoral - A análise de algumas bases bíblico-teológicas do ministério >>Diaconia<< no contexto mais amplo e as relaciona à compreensão do ministro com a missão e visão ministeriais, a fim de obter uma compreensão mais clara da própria vocação ministerial. Destaca a relação dos temas para os problemas práticos num mundo e ministérios cada vez mais multiculturais. Eclesiologia e o Ministério - Tem o propósito de capacitar para a análise da natureza e da missão da Igreja. Tal tarefa se dará a partir de reflexões para obtenção do significado teológico e não meramente funcional do ministério cristão; e pelo diálogo com a contemporaneidade para soluções de problemas específicos da prática ministerial neste âmbito. Sociologia da Cidade e o Ministério Cristão – Exame da cidade e dos sistemas e estruturas urbanos na perspectiva do diálogo com a sociologia, que possibilite propostas de soluções para os desafios ministeriais na urbe. O desafio aqui é pela integração da fé com o contexto urbano onde se vive e se trabalha, explorando as análises sociais e teológicas para ajudar no desenvolvimento de ministérios saudáveis. Prática do Ministério Pastoral - Exposição de uma variedade de métodos, modelos e configurações da prática do ministério pastoral, com o intuito de identificar e discernir o próprio contexto e a utilização de metodologias e reflexões sobre como essa prática pode afetar, ou não, o ministério. Premissa fundamental subjacente a este curso é que o processo de criação de direção estratégica na prática ministerial não é um evento, mas um processo contínuo, dinâmico e interativo. Teologia da Missão - Análise das categorias missiológicas da comunidade, adoração, serviço e proclamação. A natureza transformadora do compromisso missionário à luz da recente literatura teológica que aborda os conceitos missionais e as implicações subsequentes para o ministério. Disciplina híbrida: palestra em sala de aula seguida de debates com componentes experimentais. Realidade Pós-Moderna Brasileira e o Ministério Pastoral - Estudo das configurações Brasileiras como nação, desde suas interpretações até a sua contemporaneidade cosmopolita e pós-moderna. Capacitação para a análise do Brasil em aspectos de sua formação no passado, os principais aspectos formativos do presente e as possibilidades para o futuro da cultura brasileira, bem como das convergências e divergências que incidem sobre o ministério pastoral. Liderança e Ética Ministerial – Objetiva a abordagem da filosofia e da estratégia para o desenvolvimento de uma liderança ministerial eficaz. Serão apresentadas as mais recentes abordagens teóricas e práticas em se tratando de liderança; os níveis e os diferentes modelos para uma melhor 6 compreensão do próprio estilo e filosofia de liderança, bem como de ferramentas para a orientação de líderes em questões éticas do ministério. Seminário Avançado de Pregação - Práticas de pregação a partir de formas inovadoras de comunicação, suas técnicas, ética e estética no horizonte das novas mídias. Possibilidade de interação entre a pregação formal e alternativa, respeitando a natureza da comunicação do Evangelho nas diversas culturas e contextos. Objetiva investigar as tendências da sociedade contemporânea como receptores críticos com a finalidade de influenciar as estratégias de comunicação, assim como de aumentar a relevância e eficácia da pregação. Opções Contemporâneas de Ministérios – Analisam as diferentes opções de ministérios no contexto urbano (os secularizados, as comunidades, os universitários, as tribos urbanas, os marginalizados, os profissionais liberais, os emergentes etc.). Atenção será dada a iniciativas contemporâneas para a necessidade de propósito, valores, liturgias e teologias (crenças) nas igrejas ou ministérios atuais. Outra ênfase será o exame e a avaliação desses modelos para as necessidades do indivíduo, as influências culturais e os processos de intervenção ministerial. Metodologia para o projeto ministerial – Disciplina de organização metodológica para as exigências da investigação e da compreensão de um problema ou fenômeno, objetivando sua aplicação para o desenvolvimento da redação de um projeto ministerial. Serão revisados os processos de abertura ao senso crítico teológico-ministerial, e se fará a revisão da literatura na área de interesse para responder a uma questão de pesquisa específica para conclusão do programa. BIBLIOGRAFIA MOLTMANN, Jürgen. A alegria de ser livre. São Paulo: Paulinas, 1974. __________. A fonte da vida: o Espírito Santo e a teologia da vida. São Paulo: Loyola, 2002. __________. A Vinda de Deus: Escatologia cristã. Trad. Nélio Schneider. São Leopoldo: Unisinos, 2003. Título original: Das Kommen Gottes: Christliche Eschatologie, 1995. __________. Cristo, fin de la tortura. Selecciones de teologia, Barcelona, v. 31, n. 124, p. 311-316, oct./dic. 1992. __________. El Dios crucificado. Salamanca: Sígueme, 1975. __________. El experimento esperanza. Introduciones. Salamanca: Sígueme, 1977. __________. El hombre: Antropologia cristiana en los conflictos del presente. Salamanca: Sígueme, 1973, p. 143-157. __________. Geschichte des dreieinigen Gottes, p. 222. Apud: HAMMES, E. J. A cristologia escatológica de J. Moltmann. Teo comunicação. Porto Alegre, 2000, n. 130, v. 30, p. 606. __________. La critica como deber. In: ARNDT, A.; MOLTMANN, J. Hacia una sociedad critica. Salamanca: Sígueme, p. 21-25. __________. La dignidad humana. Salamanca: Sígueme, 1983. __________. La pasión de Cristo y el dolor de Dios. Selecciones de teologia, Barcelona, v. 33, n. 129, p. 17-24, ene./mar. 1994. __________. Messianic Theology in the Making VIII. Apud: HAMES, E. J. A cristologia escatológica de J. Moltmann. Teo comunicação. Porto Alegre, 2000, n. 130, v. 30, p. 605-606. 156 __________. My theological career, 1991, p. 170. Apud: MUELLER, E. R. Apresentação da 3ª edição. São Leopoldo, 2005. In: MOLTMANN, J. Teologia da Esperança. Estudos sobre os fundamentos e as conseqüências de uma escatologia cristã. Trad. Helmuth Alfredo Simon. 3. ed. São Paulo: Teológica, Loyola, 2005, p. 14-15. __________. O Espírito da vida. Uma pneumatologia integral. Trad. Carlos Almeida Pereira. Petrópolis, Vozes, 1999. __________. Paixão pela vida. São Paulo: ASTE, 1978. __________. Prefácio do autor: Trinta e três anos de Teologia da esperança. In: MOLTMANN, J. Teologia da esperança. Estudos sobre os fundamentos e as conseqüências de uma escatologia cristã. Trad. Helmuth Alfredo Simon. 3. ed. São Paulo: Teológica, Loyola, 2005. __________. Primero el Reino de Dios. Selecciones de teologia, Barcelona, v. 30, n. 117, p. 3-12, ene./mar. __________. Progresso y precipício. Recuerdos del futuro del mundo moderno. Revista latinoamericana de teologia, San Salvador, n. 54, p. 235-253, sep./dic. 2001. __________. Quem é Jesus Cristo para nós hoje? Petrópolis: Vozes, 1997, p. 11-32. __________. Ressurreição – fundamento, força e meta da nossa esperança. Concilium, n. 283, p. 110-120, 1999/5. __________. Teologia da Esperança: Estudos sobre os fundamentos e as conseqüências de uma escatologia cristã. Trad. Helmuth Alfredo Simon. 3. ed. São Paulo: Teológica, Loyola, 2005. Título Original: Theologie der Hoffnung. __________. Temas para una teología de la esperanza. Buenos Aires: La aurora, [?]. __________. Theologie der Hoffnung: Untersuchungen zur Begründung und zu den Konsequenzen einer christlichen Eschatologie. Kaiser Verlag München, 1968. __________. Trindade e Reino de Deus: uma contribuição para a teologia. Petrópolis: Vozes, 2000. __________. In: SUSIN, L. C. O mar se abriu: Trinta anos de teologia na América Latina. 157 6.2 MOLTMANN e demais autores ARNDT, Adolf.; MOLTMANN, Jürgen. Hacia una sociedad critica. Salamanca: Sígueme. BLOCH, E. et al. El futuro de la esperança. Salamanca: Sígueme, 1973. MARSCH, W. –D.; MOLTMANN, Jürgen. Discusión sobre teologia de la esperanza. Salamanca: Sígueme, 1972. MOLTMANN, J; METZ J. B. El dolor de Dios: una discussion teológica. Apud: CORMENZANA, F. J. V. Jürgen Moltmann. El fin de la indiferencia. Sal terrae: revista de teologia pastoral, t. 86/10, n. 1006, p. 852-853, nov./1997. MOLTMANN, Jürgen. et al. Hope for the Church. Moltmann in Dialogue with Practical Theology. Nashville: Abingdon, p. 128-136. __________. The future of hope. Theology as Eschatology. Herder and Herder. 6.3 Obras sobre MOLTMANN CAPPS, Walter Holden. Hope against hope: Moltmann to merton in one decade. Philadelphia: Fortress Press, p. 147-167. CORMENZANA, Francisco Javier Vitoria. Jürgen Moltmann. El fin de la indiferencia. Sal terrae: revista de teologia pastoral, t. 86/10, n. 1006, p. 852- 853, nov./1997. GARCÍA, Bonifacio Fernández. Cristo de esperança: La cristologia escatológica de J. Moltmann. Salamanca: Biblioteca Salmanticensis, 1988, p. 163-273. GEYER, H-G. Acotaciones a la Teología de la esperanza de Jürgen Moltmann. In: MARSCH, W-D., MOLTMANN, J. Discusión sobre teologia de la esperanza. Salamanca: Sígueme, 1972, p. 41-81. HAMMES, Érico João. A cristologia escatológica de J. Moltmann. Teo comunicação. Porto Alegre, 2000, n. 130, v. 30. JONG, J. M. Teologia de la esperanza. In: MARSCH, W-D.; MOLTMANN, J. Discusión sobre teologia de la esperanza. Salamanca: Sígueme, 1972. 158 MARSCH, W-D. Para introducir: A donde? Hacia más allá de las alternativas. In: MARSCH, W.-D.; MOLTMANN, J. Discusión sobre teologia de la esperanza. Salamanca: Sígueme, 1972. MUELLER, E. R. Apresentação da 3ª edição. São Leopoldo, 2005. In: MOLTMANN, J. Teologia da Esperança..., p. 11-18. 6.4 Demais obras ABBAGNANO, N. Dicionário de filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 2000. ACCORDINI, G. Wolfhart Pannenberg. Col. Teólogos do século XX. São Paulo: Loyola, 2006. AGOSTINHO. A graça I. Trad. Agustinho Belmonte. 2. ed. São Paulo: Paulus, 1999. __________. A graça II. Trad. Agustinho Belmonte. São Paulo: Paulus, 1999. ALLMEN, J-J. V. (Dir.). Vocabulario bíblico. Madrid: Marova, 1968. ALTOBELLI, R.; PRIVITERA, S. Speranza umana e speranza escatológica. Turin: San Paolo, 2004. ALVES, Rubem. O que é religião. 7.ed. São Paulo: Loyola, 1999. BARAÚNA, G. (Dir.). A Igreja do Vaticano II. Petrópolis: Vozes, 1965. BARBAGLIO, G.; DIANICH, S. Nuovo dizionario di teologia. Milano: Paoline, 1985. BARTH, K. Comentário a carta aos Romanos, 1922. Apud: MOLTMANN, J. Teologia da Esperança..., p. 58. BAURER, J. B. Dicionário de teologia bíblica. São Paulo: Loyola, 1973. BELLOSO, J. M. R. Esperança. In: Dicionário de conceitos fundamentais do cristianismo. São Paulo: Paulus, 1999, p. 227-233. BENTO XVI. Deus é amor. São Paulo: Paulinas, 2005. Título original: Deus caritas est. BERNABÉ, C. Reino de Deus. In: Dicionário de conceitos fundamentais do cristianismo. São Paulo: Paulus, 1999, p. 674-683. 159 BETIATO, M. A. Escatologia cristã: Entre ameaças e a esperança. Petrópolis: Vozes, 2007. p. 51-58. BÍBLIA de Jerusalém. Nova edição revista e ampliada. São Paulo: Paulus, 2002. BLANK, R. Escatologia do mundo. O projeto cósmico de Deus. São Paulo: Paulus, 2001. __________. Escatologia da pessoa. Vida, morte e ressurreição. São Paulo: Paulus, 2000. BLOCH, E. Ateismo nel cristianesimo: Per la religione dell’Esodo e del Regno. Milano: Feltinelli, 1971. __________. Das Prinzip Hoffnung. Frankfurt am Main: Suhrkamp, 1959. __________. Derecho natural y dignidade humana. Madrid: Aguilar, 1980. BOFF, Clodovis. Teoria do método teológico. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1999. BOFF, Leonardo. A graça libertadora do mundo. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1977. __________. A nossa ressurreição na morte. 8. ed. Petrópolis: Vozes, 1997. __________. Jesus Cristo Libertador. 18. ed. Petrópolis: Vozes, 2003. __________. O destino do homem e do mundo. 7. ed. Petrópolis: Vozes, 1991. __________. Vida para além da morte. 20. ed. Petrópolis: Vozes, 2002. BOFF, Lina. A fé na comunhão dos santos. Atualidade teológica, ano VIII, n. 16, jan./abr., Rio de Janeiro, 2004, p. 25-47. __________. Da Protologia à Escatologia. In: MÜLLER, I. (Org.). Perspectivas para uma nova teologia da criação. Petrópolis: Vozes, 2003, p. 111-129. __________. Índole escatológica da igreja peregrinante. Atualidade teológica, ano VII, n. 13, jan./abr., Rio de Janeiro, 2003, p. 9-31. BUSSMANN, M. Reino de Deus. In: Dicionário de conceitos fundamentais de teologia, p. 775. CABRAL, R. (Dir.). Logos. Enciclopédia Luso-brasileira de filosofia. V 2. Lisboa/São Paulo: Verbo, 1990, p. 227. CAFFARENA, J. G. Ateísmo. In: Dicionário de conceitos fundamentais do cristianismo. São Paulo: Paulus, 1999, p. 32-39. CALVINO. Comentário sobre Hebreus DIPLOMAÇÃO: AMERICANA CONCEDIDA PELA EBWU, UNIVERSIDADE AMERICANA DEVIDAMENTE REGISTRADA NA FLÓRIDA. DIPLOMA VÁLIDO NO BRASIL DE ACORDO COM O DECRETO FEDERAL 148-2015 PUBLICADO EM 07-07-2015 NO DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO E DE ACORDO COM A CONVENÇÃO DE HAIA CUJO O BRASIL É SIGNATÁRIO.

Queremos saber sua opinião

Produto: DOUTORADO EM TEOLOGIA DIPLOMAÇÃO AMERICANA

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.